Análise Brasil Brokers – 3T20

Escrevo isto em 02/12/2020

Um ponto atraente em Brasil Brokers (BBRK3) é o P/VPA baixo, ou seja, o Valor Patrimonial por Ação é maior que o preço, o que leva a conclusão errônea de que a empresa está barata, sendo que, se a empresa estivesse mesmo barata o mercado compraria, por isso temos que avaliar outros indicadores, ao olhar o P/L podemos ver que a empresa não gera lucro, portanto, o preço da ação baixo já é uma precificação do mercado em relação aos prejuízos constantes, pois, em virtude de prejuízos acumulados, haverá uma redução no Patrimônio Líquido a Longo Prazo.

Outro ponto que chama a atenção é que a empresa faz estoque de processos trabalhistas, ela recebeu muitos processos trabalhistas, além de quantidade considerável de processos civis, o que mostra um problema na forma que a empresa lida com seus funcionários, na verdade, corretores de imóveis.

Segundo o FRE 2020 a empresa tem 489 funcionários, então como pode ela ter no mês de março um estoque de 373 processos trabalhistas? e detalhe, em nenhum momento a empresa menciona no FRE na seção de RH quantos corretores de imóveis ela tem, o que leva a uma pergunta, por que os corretores de imóveis não estão sendo lançados como funcionários? qual é a modalidade de contratação destes?

Encontrei uma reclamação no Glassdoor que diz muita coisa de onde estão vindo tais processos:

Segue a menção dos processos no FRE:

Onde o lucro ACABA?

É importante fazer uma análise na DRE para encontrar o ponto chave em que a receita líquida acaba, em empresas lucrativas ela acaba no lucro líquido, em empresas deficitárias ela acaba em outro lugar, numa outra conta, e é aí que vemos a causa do prejuízo.

 

As despesas operacionais, mesmo quando deduzida da depreciação que aí está embutida, representa mais de 80% da receita líquida, e mais de 100% do Lucro Bruto, portanto, é aí que o lucro se torna prejuízo, nesta conta.

Conclusão

No geral, eu opto por ficar fora desta empresa, pois não me parece viável, a empresa não demonstra sinais de melhoria na sua gestão, no tratamento com os corretores e nem no lucro líquido, a tendência da empresa é só piorar no longo prazo, servindo seus papéis apenas para especulação de curtíssimo prazo e altíssimos riscos.

One thought to “Análise Brasil Brokers – 3T20”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *